domingo, 23 de maio de 2010

Está a chegar o fim da criação...

Pois é meus amigos,a criação está praticamente a chegar ao fim,mais uma etapa se aproxima,a muda,mas antes disso,muitos dos meus casais encontram-se a fazer a 3ª e ultima postura.
A criação para mim já deveria ter terminado,isto porque quando terminei a 1ª postura,que foi optima,diga-se de passagem eu sempre pensei que não hiria ter anilhas suficientes,como tal acabaria assim que termina-se as anilhas,mas a situação inverteu-se morreram-me alguns machos,as fêmeas não alimentavam as crias e estas também morriam com 20 dias aproximadamente,sim as fêmeas,isto porque como me morreram os machos não tinha machos suficientes para todos os casais e tive que optar por trabalhar com 1 macho para 3 fêmeas.
Assim que eu comecei-me aperceber que as fêmeas não estavam a dar conta do recado,comecei a colocar um macho com a fêmea onde tinha crias,as que ainda se encontravam a chocar ficavam sozinhas até estas nascerem e assim tenho feito e tem corrido bem.Neste momento tenho 85 aves anilhadas e mais outras tantas por anilhar.
Agora espero que termine da melhor maneira,se bem que os meus ágatas mosaicos não criaram lá muito bem,mas em compensação os meus intensos(Ágatas amarelos e castanhos amarelos) criaram muito bem,mas vamos lá ver como decorre a muda,só no final desta é que eu posso dar a minha opinião quanto há qualidade das mesmas...
Continuação de boas criações para todos vós!

5 comentários:

Anónimo disse...

Olá Eduardo!

Pois é! Estamos nas últimas deste ano...

Espero que tenhas belas aves! A tua dedicação assim o merece!

Abraço

Yarik disse...

Olá Eduardo!

Pois é! Estamos nas últimas deste ano...

Espero que tenhas belas aves! A tua dedicação assim o merece!

Abraço

Filpe Brito disse...

ola Eduardo
tal como tu também tive que optar por essa estratégia. nas femeas que partilhavam o mesmo macho tive que andar a rodar o macho para ir ajudando a criar os filhotes. espero que consigas atingir os objectivos traçados para esta época
cumprimentos
filipe brito
http://centrogloster.blogspot.com/

Anónimo disse...

Olá. Esse problema com as fêmeas depende da raça das canárias, eu tenho fêmeas que nunca viram um macho e criam bem 5 ou 6 crias, claro são madrastas profissionais, nunca criaram um filho que fosse delas.

moranguito_Edu disse...

Boa noite;
Obrigado pelo vosso apoio.
Este ano foi assim,para o ano estou certo que não me vai faltar aves,vou ficar com muitas suplentes,boas criações para todos vós.
Abraço
Eduardo Garcia