sexta-feira, 6 de maio de 2011

Entrevista dada ao clube COBL


1. Como começou o gosto pela criação de aves?
Desde muito pequeno, o meu avô desde os meus 3 anos já tinha canários em casa, e como eu andava sempre com ele, até mesmo quando ele tratava das aves eu estava sempre presente, talvez o gosto tenha vindo dai.


2. Desde que idade é que começaste a criar aves?
Eu comecei quando tinha 10 anos de idade, comecei por criar periquitos, seguiu-se agapornis, isto tudo por brincadeira, depois mais sério criei exóticos durante 6 anos e de seguida foram os canários, que é a espécie que mantenho até hoje juntamente com os agapornis.


3. Actualmente és sócio de quantos clubes e quais são esses clubes?
Eu neste momento sou sócio de dois clubes ainda, digo ainda porque só irei ser sócio deste mesmo clube, porque de nada vale ser sócio de vários, não vejo grandes vantagens em sê-lo e claro escolhi este clube para me manter como sócio, porque foi dos primeiros clubes a que me associei.
~


4. Já alguma vez visitaste a sede do clube, se já qual a opinião sobre a mesma?
Sim, já tive a oportunidade de ver a nova sede, é de facto um espaço muito agradável e com óptimas áreas e condições, o clube está de parabéns por termos um espaço que é nosso e que decerto irá ser bem aproveitado, não só para fazer reuniões, como também para realizar convívios com os sócios e simpatizantes deste mesmo clube.

5. Que tipo de raças de aves estás a criar neste momento...? e com quantos casais?
Eu neste momento estou a criar com 30 casais de canários com as raças: Ágata Ónix Amarelo Mosaico/Marfim/Intenso e Nevado; Ágata Amarelo Mosaico, Castanho Ónix Amarelo Mosaico/Marfim/Intenso e Nevado e Castanho Amarelo Mosaico.
Estou também a criar com cerca de 12 casais de agapornis roseicolis com as raças: Lutinos, Azul Cobalto de de face branca, Malvas, arlequins e cor Selvagem..



6. Quais as exposições de aves em que costumas participar?
Comecei por participar nas exposições aqui da zona, Oliveira do Bairro, Aveiro, Figueira da foz, entre outras.
Há cerca de dois anos comecei a participar só no nacional, internacional e Mundial.


7. Qual a tua opinião, sobre a qualidade das exposições organizadas pelo COBL, e as outras exposições que tens visitado ou mesmo concorrido?
As exposições em que eu tenho concorrido/participado têm qualidade e são bem organizadas, claro, umas mais do que outras.
Foi de lamentar o episódio do Nacional do ano passado realizado no Entroncamento, onde em nada dignificou o país.
Penso que em vez de os clubes organizarem exposições, muitas delas com pouca quantidade de aves, se unissem esforços com outros clubes, como é o caso do Campeonato Internacional do Atlântico, todos nós criadores ficaríamos a ganhar e os clubes envolvidos, mas para isso terão que se mudar muitas mentalidades e preconceitos, talvez um dia, quem sabe.

8. Os objectivos que a que te propuseste na época anterior ( 2010) de criação e mesmo desportivos, foram alcançados, ou nem por isso?
Claro que sim, foram plenamente alcançados, a criação correu muito bem, com 18 casais tirei 150 aves, o que é óptimo.
Quanto a exposições, foi continuação de bom tempo (risos), comecei por obter 11 primeiros prémios no Internacional do Atlântico, seguiu-se o Nacional, onde obtive 3 primeiros prémios e para concluir a medalha de prata no Campeonato do Mundo em França, penso que foi um culminar de óptimos resultados, foi uma época muito positiva.



9. Qual a tua opinião sobre o trabalho realizado pela actual direcção?
A actual direcção tem feito um trabalho fantástico, penso que está no bom caminho, desde já os meus sinceros parabéns a toda a direcção, continuação de um óptimo trabalho.

10. Qual a tua opinião sobre o ESPAÇO INOVAÇÃO – VILA VERDE ( OLIVEIRA DO BAIRRO ), local onde se faz agora a nossa exposição?
Penso que agora sim, temos um óptimo espaço para realizar a nossa exposição, em Águeda tínhamos uma boa área, mas a nivél de condições, isolamento não eram de facto as melhoras, como tal agora sim, temos óptimas condições não só para as nossas aves, como também para os nossos visitantes, amigos, etc.



11. Foste um dos sócios que colaboraste na montagem da EXPO – AVE 2010, foi uma experiencia interessante ou nem por isso?
Claro que sim, para mim foi de facto muito importante para mim contribuir a que a Expo Ave 2010 fosse mais um sucesso, como também para mim foi muito importante o facto de puder ajudar e contribuir de alguma forma e assim ajudar o meu clube, pois só assim teremos a noção do que custa organizar uma exposição, não o fiz à mais tempo devido à falta de disponibilidade.0


12. Dá uma opinião sobre os sócios que poderiam dar uma mão na montagem da exposição e não o fazem?
Penso que todos os sócios ou amigos que possam ajudar, devem-no fazer, pois se não o fizerem o clube terá que contractar pessoas para fazer a montagem da mesma e penso que não à necessidade de ter essa despeza podendo os sócios, amigos ou simpatizantes do clube poderem dar uma ajuda, por isso contribuam, é sempre gratificante poder ajudar a engrandecer o nosso clube, por isso ajudem o nosso clube a subir mais alto.


13. O Clube têm uma página na internet e um fórum, costumas consultar e participar muitas vezes, ou nem por isso?
Sim, por norma vou lá todos os dias, tanto a site como ao fórum do clube, de lamentar é a falta de participação dos associados.


14. Qual a tua opinião sobre as pessoas que estão registadas no nosso fórum?
Se estão registadas penso que deveriam participar, ou então era feito o que se faz em muitos fóruns, se não participarem são automaticamente banidos, não faz sentido estarem registados e não participar, porque eu muitas vezes não tenho muito tempo mas passo lá para ver se à alguma novidade, bastam dois minutos, e quem é que não tem dois minutos, por isso participem.


15. Não sei se participaste já muitas vezes em Nacionais, mas as vezes que participaste, os objectivos foram alcançados ou nem por isso?
Sim, já participei em pelo menos dois Nacionais, infelizmente o ano passado foi o que toda a gente viu e que nem sequer vou dizer mais do que disse anteriormente, o ano passado (2010) obtive 3 primeiros lugares, penso que poderia ter feito melhor, mas tenho a perfeita noção que fiz o melhor e o possível para as aves estarem em forma para serem julgadas, mas quando não à condições e tudo começa mal no acolhimento das aves, onde não à bebedouros, comedouros, o fundo das gaiolas não têm absorvente absolutamente nenhum, penso que em nada falhei da minha parte como criador.


16. Sei que participaste em dois Mundiais, em quais foram, os resultados foram positivos ou nem por isso?
Sim é verdade, participei pela primeira vez no Campeonato do Mundo em Matosinhos onde não obti qualquer medalha, até porque tinha perfeita noção que as aves ainda não tinham qualidade para tal, mas participei para constatar em que ponto me encontrava no que diz respeito á qualidade e respectivo standard das raças que crio, e fiquei muito satisfeito, estava no bom caminho.
O ano passado (2010) participei no Campeonato do Mundo em França (Tours) o objectivo foi definitivamente alcançado, conquistando a medalha de prata em Ágata Ónix Amarelo Intenso, vou continuar a trabalhar, como tenho feito até aqui porque o meu objectivo passa por ser Campeão do Mundo em cada uma das raças que crio, sei que é muito difícil lá chegar, mas com trabalho e dedicação, tenho a certeza que lá chegarei.


17. Quando necessitas de adquirir alguns exemplares, para reforçar o teu plantel a quem é que recorres?
A primeira pessoa quem eu recorro incondicionalmente é o Nuno Monteiro, pois estou a construir as minhas linhas, das raças que possuo com aves dele, este ano recorri também a criadores do Norte, não em Ónix mas Castanhos Amarelos Mosaicos e Ágatas Amarelos Mosaicos.
Mas Ónix Aqui em Portugal é muito complicado, pois poucas pessoas criam, terei que muitas vezes recorrer lá fora.


18. Tens facilidade em vender as tuas aves ou sentes alguma dificuldade?
Depois das aves terminarem a muda( meados de Setembro) faço uma primeira escolha, que são as aves que ficaram para mim e para concorrer, depois faço uma segunda escolha que são as aves que vendo em casa, e por ultimo as outras que não têm o mínimo de qualidade (que eu acho) vão para as lojas, se me perguntares se eu acho justo o valor que as lojas dão pelas aves, claro que não, mas não posso tê-las todas em casa, como tal já ajuda de alguma forma.

19. Qual a tua opinião, sobre o Clube fazer uma feira mensal na sede do mesmo, para os sócios poderem vender os seus passarinhos?
Acho uma óptima ideia, não só pelo facto de se poder vender algumas aves, mas também pelo convívio e pela confraternização que se tem e claro para colocar a conversa em dia.

20. Deixa aqui uma opinião sobre os criadores, que não costumam participar em exposições?
Penso que todos deverão participar nas exposições, como eu referi numa questão anteriormente, só assim conseguimos ter a noção se estamos ou não no bom caminho, do que à qualidade e Standard se trata, como tal participem, em casa as aves também não ganham em nada.

Algumas perguntas sobre a tua criação

1. Em que altura costumas juntar as tuas aves?
Eu costumo juntar as aves depois ds aves regressarem do mundial, princípios de Fevereiro.


2. Quais os métodos que utilizas para seleccionar os teus reprodutores?
Penso que é uma das etapas, mais importantes (se não a mais importante), as crias irão ser o reflexo das nossas escolhas, depois teremos qualidade ou não.. Eu primeiro dou importância ao Fénotipo, qualidade da ave (Standard) depois verifico os meus registos para ver quais os antecedentes dessa mesma ave e assim sucessivamente.
Penso que nesta etapa tem que haver rigor, e acima de tudo sabermos com que aves estamos a trabalhar e conhecimento do Standard das raças que crio.


3. Dás algum tratamento especial quando juntas as tuas aves, ou mesmo, quando adquires algumas aves para enriquecer o teu plantel?
Não dou qualquer tipo de tratamento (nunca dei), este ao apenas dei o desparasitante a todas elas.
O que dou durante todo o ano é: uma vez por semana vitaminas TT+ electrólitos e vinagre de cidra, na papa apenas dou o cálcio em pó, germinado, mistura, sêmola, nutribird, papa e grite, é este tipo de tratamento que dou durante todo o ano Toni (risos).


4. Quantas horas de luz diárias dás às tuas aves, na época de criação?
Em plena criação atinjo as 15 horas de luz diárias.


5. Quantas posturas costumas deixar fazer às tuas aves?
Eu apenas deixo fazer 3 posturas, excepto de alguma não for completa, deixo excepcionalmente fazer a 4ª postura.



6. Costumas formar casais de amas, para substituir os casais que não alimentam?
Não tenho casais para fazer de amas, se algum casal por ventura não alimentar adequadamente coloco as crias em outro casal, quem diz não alimentar diz outra anomalia qualquer.


7. Qual a alimentação que tu usas nas diferentes épocas do ano ( criação, manutenção , preparação para exposições)?
Eu alimentação que dou ás minhas aves é sempre a mesma, apenas altero as quantidades nas diferentes épocas (criação, manutenção e preparação das exposições).


8. Utilizas o germinado..?, se sim, quais as vantagens que vês na sua utilização?
Sim, utilizo todosos dias, excepto na altura da preparação para as exposições às aves que vão concorrer.
O germinado é muito importante, dado que tem muito teor de vitaminas naturais que os progenitores ao ingerir irão passar para as crias e os progenitores irão alimentar mais frequentemente como eu tenho reparado, di eu ter começado a utilizar o germinado há cerca de 4 anos e nunca mais deixar de dar, porque a meu ver é óptimo especialmente para as crias.


9. Como é que costumas preparar as tuas aves que participam nas exposições?
Começo por retirá-las as que mais me agradam em função da qualidade (Standard) são lavadas manualmente depois coloco-as individualmente nas gaiolas, onde irão ficar com as vitaminas TT+ electrólitos uma vez por semana e vinagre de cidra, como faço a todas as outras forneço-lhes mistura e grite.
Duas vezes por semana coloco banheiras exteriores em todas as gaiolas, 4 dias antes de entregar as aves lavo-as manualmente todas elas.


10. Como é que está a decorrer a época de criação?
Está a correr bem tenho 107 aves anilhadas, tenho aves a nascer até dia 29 de Abril ainda da 2ª postura, quanto à qualidade(sou suspeito),também ainda é muito cedo mas penso que melhorei bastante, mas no final é que se faz o balanço.
Entrevistador – Tóni Duarte

Amigo Eduardo Garcia , desejo-te as maiores felicidades para a tua época de criação. Espero poder contar contigo em grande, na edição da expo ave Oliveira do Bairro 2011.

2 comentários:

Gonçalo Ferreira - Mundo dos Canários disse...

Olá Eduardo, um abraço.

Excelente entrevista, parabéns.
Boa continuação com as criações.

Abraço.
Gonçalo Ferreira

disse...

Parabéns Eduardo pela entrevista.

Abraço